PatriciaXimenes.com

Inspirações de uma Estrela!

Ciúmes - Hidelbrando Menezes

Ciúmes! Por vezes é falta de sexo...
Noutras ausência de nexo
Doutras é muito complexo

Dói uma estupidez aos dois
Do portador ao receptor
É doença pior que câncer
Porque corrói e destrói a alma...

Bagunça tudo e te tira a calma
Mata por dentro, ao lado, lá fora
O ciúme é irmão gêmeo da inveja

Se esconde no pecado da soberba
Todos os parentescos da arrogância
Pouca dosagem é tempero do amor
Está no masculino e no feminino

Pelo que se sabe não se encontra
Nos estados vegetais e minerais
Ninguém está livre desse mal...
Mas ao se instalar é temporal

Troveja! Lampeja! Braveja!
Invade o outro...fraqueza!
Ultraja à sua privacidade

Estupra à tua consciência
Só se percebe num relance
No lance sutil ou passional
E faz estragos à cabeça!

Quando aparece depressa
Ou até mesmo sem pressa...
Não se descobriu a vacina

A não ser o culto da auto-estima!
Deveriam se criar grupos de ajuda
Para este tipo de paciente indolente
Que perambula por aí demente

Fazendo tanto mal pra si e pra gente...
Ensinar ao relapso a confiança no taco
Haja tolerância...paciência...clemência

Para suportar a inchação do saco!

(Hildebrando Menezes)

Em destaque:

Acompanhe:

Assine RSS Assine RSS
Seguir Patrícia no TwitterSeguir no Twitter

Recanto das LetrasRecanto das Letras

Receba o conteúdo!

Digite seu e-mail:

Links Favoritos

Fã Clube Elo - J.V.

Guilherme Arantes

Jorge Vercillo

Sublime Amor . Com
Divulgue-nos:

O melhor conteúdo cultural da internet