PatriciaXimenes.com

Inspirações de uma Estrela!

Tod’espera desespera - Patrícia Ximenes

Quanta sofreguidão é esperarespera
Submeter-se a doce imaginação
De um não sossegar no coração
Na alma não encontrar bem-estar.

O tempo se torna eterno infinito
De labirintos perdidos no desejar
Acontecimentos nus pra se aguardar
Numa inquietação de levado menino.

Pequenino se torna o meu acalmar
Por que esperar não tão fácil assim?
É um martírio, agonia quase sem fim
A presença se quer rápido encontrar.

Inquietante é meu constante pensar
Na expectativa de tudo logo acontecer
Do superar depressa chegar e aparecer
Pra que eu não tenha que me desesperar.

(Patrícia Ximenes)




Em destaque:

Acompanhe:

Assine RSS Assine RSS
Seguir Patrícia no TwitterSeguir no Twitter

Recanto das LetrasRecanto das Letras

Receba o conteúdo!

Digite seu e-mail:

Links Favoritos

Fã Clube Elo - J.V.

Guilherme Arantes

Jorge Vercillo

Sublime Amor . Com
Divulgue-nos:

O melhor conteúdo cultural da internet